Os Labirintos da Água

Auteur :
Editeur : Quarto de jade
Nombre de pages : 104
Date de parution : 2013
Langue : portugaise
ISBN : 9789899726727
Prix :

21,60

1 en stock

Description :

Três magníficos trabalhos de Diniz Conefrey a partir de três textos de Herberto Helder:

- "Aquele que Dá a Vida" - adaptação a partir de "Os Passos em Volta"
- "(uma ilha em sketches)" - Texto integral e adaptação a partir de "Photomaton & Vox"
- Separador: Excerto do texto "Sonhos" incluído no livro "Os Passos em Volta"
- "A Máquina de Emaranhar Paisagens" - Adaptação a partir de "Poesia Toda"
- Separador: Excerto do poema "Última Ciência" incluído no livro "Ofício Cantante"

«Um dia há a fome. Não essa habitual fome surda e continuada, a básica fome da ilha - estilo central com suas tréguas que empenham de novo o homem no acto de viver. Há a fome extrema. Então as mulheres saem das casas e atravessam os caminhos em grupos mudos. Têm as caras das pessoas velhas embora algumas sejam ainda mulheres jovens. O seu passo é incerto, porque saem pouco. Estão desesperadas e dirigem-se às autoridades da ilha. Caminham num passo sem jeito, vestidas de negro, com aquele pensamento femininamente feroz do pão, a determinação de fêmeas ameaçadas nos fundamentos da vida. É uma fome imediata, um pouco sem dignidade. Não atinge a forma de ideia, uma expressão de silêncio sombrio. É uma fome-fêmea, e por isso será remediada. Os homens estão deitados na praia, e ir às autoridades é a última coisa, a coisa desesperada, convincente, brutal e eficaz que pertence às mulheres. Esse alarde a que não falta malícia não é dos homens. O orgulho inútil é que é dos homens. Ficam na mesma posição, olhando para o mundo. E, nesse orgulho imóvel de que extraem não se sabe que confusa justificação, sentem toda a fome por todas as partes do corpo. É uma fome-macho, e por isso não seria remediada se a seu lado não se tivesse desenvolvido, com toda a ignóbil e engenhosa energia, a fome das mulheres. É a salvação. As autoridades redigem um apelo às ilhas vizinhas, mais férteis, e depois chega um barco com farinha de milho e barricas de carne seca.»
Herberto Helder


Et aussi...