BD – Você é um babaca, Bernardo

Editeur : Mino
Nombre de pages : 132
Date de parution : 2016
Langue : portugaise
ISBN : 9788569032175
Prix :

40,60

Description :

O quadrinista Alexandre Lourenço teve a ideia de sua primeira HQ longa ao desenhar o corpo de um homem caminhando no sentido contrário ao de sua cabeça. Batizado de "Você é um Babaca, Bernardo", o álbum recém-lançado pela editora Mino mostra o esforço do protagonista do gibi em manter os impulsos aventurescos de sua cabeça em detrimento ao seu corpo acomodado.

"Além do esforço narrativo, desenhar uma história mais longa, que usa da repetição pra falar de rotina, foi bem cansativo. Nunca desenhei tanto a mesma coisa", conta o autor. Habituado a pensar quadros, designs e enredos para suas tiras e projetos online, Lourenço precisou adaptar suas experimentações à página impressa: "Tentei pensar em como desenvolver o tema de rotina através da ocupação dos objetos tendo importância dentro de um determinado espaço na página. Faz sentido? "Bom, pensei em usar a repetição da transição de páginas pra contar essa história".

Com inspirações e influências explícitas de grandes mestres da narrativa sequencial, como o quadrinista Chris Ware, "Você é um Babaca, Bernardo" explora as possibilidades da linguagem dos quadrinhos como poucas obras nacionais se propuseram a fazer. Sem motivações ou ambições pessoais, Bernardo está perdido em seu dia a dia até conhecer uma garota. "É uma história sobre rotina, sobre idealizar as coisas e ter medo de encarar a possibilidade de ser feliz no mundo real", explica Lourenço.

Criador da série virtual "Robô Esmaga", publicada em formato impresso pela JBC em 2015, Lourenço havia se limitado a histórias de no máximo 16 páginas até a concepção de seu novo álbum. As 132 páginas coloridas de "Você é um Babaca, Bernardo" marcam um empenho inédito
na carreira do autor: "Entendi que trabalhos curtos e longos exigem disposições diferentes de quem cria. Pra mim, a tira acaba virando um exercício de síntese, agora eu precisei desenvolver uma ideia".

As 12 primeiras páginas da HQ mostram o empenho do quadrinista em expor a rotina banal e pouco inspirada de seu personagem principal. Sem qualquer quadro ao longo de grande parte da obra, o gibi propõe uma introdução quase experimental ao apresentar em uma mesma página instantes da rotina de Bernardo ambientados em momentos distintos de sua vida.


Et aussi...