As Raízes E O Labirinto Da América Latina

Editeur : Rocco
Nombre de pages : 249
Date de parution : 2009
Langue : portugaise
ISBN : 9788532520876
Prix :

30,00

1 en stock

Description :

Em As Raízes E O Labirinto Da América Latina, O Escritor, Ensaísta E Crítico Literário Silviano Santiago, Um Dos Mais Originais E Prestigiados Pensadores Da Atualidade, Colecionador De Vários Prêmios Como O Jabuti E O Portugal Telecom, Parte De Raízes Do Brasil O Labirinto Da Solidão, Do Mexicano Octavio Paz, Para Sugerir Uma Nova Compreensão Do Da América Latina. Assim Presta Uma Dupla Homenagem Aos Intelectuais Que Pensaram O Continente E Faz Uma Interpretação Inédita De Ambos. Nesse Caminho De Revelar O Que Cada Escritor ""Comanda E O Que Ele Não Comanda Dos Esquemas Da Língua De Que Faz Uso"", Silviano Santiago Se Apoia Em Teóricos Como Jacques Derrida, E Identifica Traços Do Surrealismo No Poeta Que Transcende O Ensaísta Octavio Paz E Do Construtivismo No Racionalismo De Sérgio Buarque. Um Dos Grandes Méritos De As Raízes E O Labirinto Da América Latina É Esse Seu Caráter Multi E Interdisciplinar, A Complexidade Com Que Silviano Santiago Une Suas Facetas De Ensaísta, Crítico Literário E Poeta, Servindo-Se De Teoria Da Literatura, História, Arte, Filosofia E Linguística Para Ir Além Da Superfície Dos Textos. Mais Do Que Uma Interpretação Histórica E Sociológica Para A América Latina, O Autor Analisa A Construção Narrativa Dos Autores. O Brasileiro De Sérgio Buarque, Em Princípio Definido Positivamente, Acaba Por Revelar A Identidade Do Ócio E Do Desleixo – Características Com Que O Autor Dá Uma Visão Singular Ao Famoso ""Homem Cordial"" De Raízes Do Brasil . O Brasileiro É Como O Couro, Maleável, Em Contraste Ao Cobre Do Hispano-Americano Analisado Por Octavio Paz. No Caso De Paz, Percebe-Se Uma Convivência No Texto De Uma Marca Ideológica E De Uma Visão Vanguardista, Esta Só Aparecendo Quando O Ensaísta Dá Lugar Ao Poeta. De Forma Magistral, Silviano Santiago Deixa Ver Como, Passando A Ser Poeta, E Suplantando A História Pela Poesia, Paz Torna O Poeta Também Objeto De Seu Texto.


Et aussi...