A América Portuguesa nas colecções da biblioteca nacional de Portugal e da biblioteca da Ajuda

Auteur :
Editeur : Biblioteca Nacional
Nombre de pages : 96
Date de parution : 2008
Langue : portugaise
ISBN : 9789725654330
Prix :

15,00

1 en stock

Description :

Esta obra tem por finalidade contextualizar alguns dos temas mais relevantes da História do Brasil no período compreendido entre o povoamento e 1808, seleccionados na organização da exposição homónima. Organizada em sete núcleos, a mostra aborda, a partir de espécies pertencentes às colecções da Biblioteca Nacional de Portugal e da Biblioteca da Ajuda, vários temas fundamentais da época em causa.

Enfatiza o processo de ocupação do território por diversos grupos de povoadores que deram origem à formação das sociedades ameríndias, bem como o Achamento e os primeiros contactos entabulados entre os seus habitantes e os Portugueses. Analisa as consequências do início do processo de colonização (1534), que se encontra na génese dos seculares conflitos com a «Gente da Terra», nomeadamente pela disputa do território, pelas repetidas tentativas de utilização forçada da mão-de-obra masculina indígena em trabalhos agrícolas e, também, pelas interferências no modo de vida, na organização social e no sistema de crenças das populações brasílicas. Os antagonismos gerados encontram-se na origem do recurso à importação, em larga escala, de escravos africanos.

Refere as lutas duramente travadas por Portugal com duas potências europeias que tentaram persistentemente ocupar significativas parcelas do Brasil – França e Províncias Unidas – além de mencionar as disputas fronteiriças com Espanha (sobretudo na bacia platina), bem como a assinatura de diversos Tratados de Limites. Destaca algumas das principais actividades económicas que modelaram as estruturas socioeconómicas da América Portuguesa, com especial destaque para a cultura da cana sacarina e a produção de açúcar, que predominaram nos séculos XVI e XVII, e as actividades extractivas, em que o ouro e os diamantes assumiram uma função de grande relevo (século XVIII). Estas foram complementadas, nomeadamente, pela produção de tabaco e algodão, criação de gado, recolecção de drogas do sertão e o início da produção de café.

Alude, ainda, tanto à regulamentação régia como à organização do grande comércio, que, em certos períodos, foi concedido a companhias majestáticas. Realça a importância da missionação na aculturação das populações indígenas, na vertente educativa (com a elaboração de cartinhas e gramáticas) e na catequização, iniciativas em que se destacaram, sobretudo, Jesuítas e Franciscanos.

Sublinha a produção cultural e científica do período, destacando os estudos sobre a história natural e aspectos médicos e, no campo das letras, a produção historiográfica e literária. Aborda algumas das consequências da partida da Corte para o Brasil e a sua fixação, entre 1808 e 1821, no Rio de Janeiro, que funcionou, ao longo desse período, como centro político do Império Português.

No presente catálogo foram integradas algumas espécies que figuram na exposição Tesouros Brasileiros – que não dispõe de roteiro próprio – contribuindo para enriquecer alguns dos núcleos de A América Portuguesa, destacando-se a Cartografia, uma vez que esta disciplina foi absolutamente fundamental na construção da imagem do vasto território brasílico, tendo constituído um instrumento fundamental para a delimitação de fronteiras entre os domínios portugueses e os de outras potências, particularmente Espanha e França. Foram seleccionados atlas e códices ricamente iluminados, peças raras e de grande beleza. Incluiu-se, também, um significativo conjunto de plantas de fortificações, projectos de arquitectura civil, bem como códices sobre História Natural.


Et aussi...